16 pequenos passos para melhorar agora suas finanças

Existem muitos tipos de metas financeiras que você deseja alcançar, mas por onde começar? Há tantos aspectos diferentes na gestão do dinheiro que pode ser difícil encontrar um ponto de partida quando se tenta obter sucesso financeiro. Se você está se sentindo perdido e sobrecarregado, respire fundo. O progresso pode ser feito em pequenos passos gerenciáveis. Aqui estão 16 pequenas coisas que você pode fazer agora para melhorar sua saúde financeira geral.

O progresso pode ser feito em pequenos passos gerenciáveis. Aqui estão 16 pequenas coisas que você pode fazer agora para melhorar sua saúde financeira geral.

1. Criar um orçamento familiar


O maior passo em direção à gestão eficaz do dinheiro é fazer um orçamento doméstico. Você primeiro precisa descobrir exatamente quanto dinheiro entra a cada mês. Depois de ter esse número, organize seu orçamento na ordem das prioridades financeiras: despesas essenciais, contribuições para a a aposentadoria, pagamento de dívidas e qualquer custo de entretenimento ou estilo de vida. Ter uma imagem clara de exatamente quanto está entrando e saindo todos os meses é a chave para alcançar seus objetivos financeiros.

2. Calcule seu patrimônio


Simplificando, seu patrimônio líquido é o total de seus ativos menos suas dívidas e passivos. Isto resulta em um número positivo ou negativo. Se o número for positivo, você está em ascensão. Se o número for negativo - o que é especialmente comum para os jovens que estão apenas começando - você precisará livrar-se da dívida.

Lembre-se de que certos ativos, como sua casa, contam nos dois lados da operação. Enquanto você pode ter dívidas de hipotecas, isso pode ser garantido pelo valor de revenda de sua casa.

3. Revise seu histórico de crédito


Seu histórico de crédito determina sua credibilidade, incluindo as taxas de juros pagas em empréstimos e cartões de crédito. Também pode afetar suas oportunidades de emprego e opções de vida. A cada 12 meses, você pode verificar seu relatório de crédito de cada uma das três principais agências de crédito (Experian, TransUnion e Equifax) gratuitamente em annualcreditreport.com.

Também pode ser uma boa ideia solicitar um relatório de uma agência a cada quatro meses, para que você possa ficar de olho no seu crédito durante todo o ano sem pagar por ele. (N.T.: equivalente no Brasil: Serasa)

Verificar regularmente sua condição de crédito ajudará você a ficar a par da condição de seu nome e poderá alertá-lo sobre atividades fraudulentas.

4. Verifique sua pontuação de crédito


Sua contagem de FICO pode variar de 300 a 850. Quanto maior a pontuação, melhor (N.T.: no Serasa você também tem acesso à pontuação). Tenha em mente que dois dos fatores mais importantes que compõem sua pontuação de crédito são seu histórico de pagamento, especificamente informações negativas e quanta dívida você tem, seu tipo e a quantidade de crédito disponível.

5. Defina um valor de poupança mensal


Transferir uma quantia fixa de dinheiro para uma conta de investimento ao mesmo tempo em que você paga suas outras contas mensais ajuda a garantir que você está economizando dinheiro regularmente e intencionalmente para o futuro.

Esperar para ver se você tem algum dinheiro sobrando depois de pagar por todas as suas outras despesas de seu estilo de vida pode levar a desbalanços entre gastos e investimentos.

6. Fazer pagamentos mínimos em todas as dívidas


O primeiro passo para manter uma boa posição de crédito é evitar atrasos nos pagamentos. Procure construir um hábito de pagar os valores integrais e reduza as dívidas de seu orçamento. Procure por qualquer dinheiro extra que você possa colocar para pagar o principal dessa dívida.

7. Aumentar sua taxa de poupança de aposentadoria em 1 por cento


Sua contribuição à aposentadoria e sua taxa de poupança são determinantes para seu sucesso financeiro global. Esforce-se para economizar 15% de sua renda durante a maior parte de sua carreira para a aposentadoria, e isso inclui qualquer incentivo do empregador que você possa receber. Se você ainda não estiver economizando esse valor, planeje antecipadamente maneiras de atingir esse objetivo. Por exemplo, aumente sua taxa de poupança toda vez que receber um bônus ou um aumento.

8. Abra um IRA


Um IRA é um veículo de poupança de aposentadoria fácil e acessível que qualquer pessoa com rendimentos auferidos pode acessar (embora você não possa contribuir para um IRA tradicional após 70 anos).

Ao contrário de uma conta patrocinada pelo empregador, como um 401 (k), um IRA dá acesso a opções de investimento ilimitadas e não está ligado a nenhum empregador em particular. (N.T.: IRA e 401K são modelos de aposentadoria nos EUA. No Brasil, equivale-se aos PGBLs e VGBLs, com ou sem participação do empregador).

9. Atualize seus beneficiários da conta


Certos ativos, como contas de aposentadoria e apólices de seguro, têm suas próprias designações de beneficiários e serão distribuídos com base em quem você listou nesses documentos - não necessariamente de acordo com seus documentos de planejamento patrimonial. Analise isso todos os anos e sempre que tiver um grande evento de vida, como um casamento.

10. Revise os benefícios do seu empregador


O valor monetário do seu emprego inclui o seu salário, além de quaisquer outros benefícios fornecidos pelo empregador.

Considere estes extras como parte de suas ferramentas de construção de riqueza e revise-as anualmente. Por exemplo, um Acordo de Gastos Flexíveis (FSA, Flexible Spending Arrangement) pode ajudar a pagar as despesas de saúde atuais através de seu empregador e uma Conta de Economia de Saúde (HSA) pode ajudá-lo a pagar despesas médicas agora e na aposentadoria (N.T.: no Brasil temos a equivalência dos benefícios concedidos pelas empresas).

11. Revise seu W-4


O formulário W-4 que você preencheu quando iniciou seu trabalho dita quanto seu empregador retém para impostos - e você pode fazer alterações nele. Se você receber um reembolso no tempo do imposto, ajustar suas retenções de impostos pode ser uma maneira fácil de aumentar seu pagamento.

Além disso, lembre-se de revisar este formulário quando você tiver um evento importante na vida, como um casamento ou após o nascimento de um filho (N.T.: W4 é uma declaração de sus condição para que o empregador retenha a correta taxação de impostos de seu salário).

12. Ponderar sua necessidade de seguro de vida


Em geral, se alguém é dependente de sua renda, então você pode precisar de uma apólice de seguro de vida. Ao determinar quanto de seguro você precisa, considere a proteção de ativos e o pagamento de todas as dívidas pendentes, bem como os custos de aposentadoria e faculdade.

13. Verifique sua cobertura de seguro FDIC


Primeiro, certifique-se de que as instituições bancárias que você usa são seguradas pela FDIC. Para cooperativas de crédito, você deve confirmar que é uma instituição federal coberta pela Administração Nacional de Crédito de Crédito (NCUA).

O seguro de depósito federal protege até US$ 250.000 de seus depósitos para cada tipo de conta bancária que você possui. Para determinar a cobertura da sua conta em um único banco ou em vários bancos, visite FDIC.gov. (N.T.: no Brasil temos o equivalente FGC para alguns investimentos).

14. Verifique suas declarações da Seguridade Social


Configure uma conta online no SSA.gov para confirmar seu histórico de trabalho e renda e para ter uma ideia de quais tipos de benefícios, se houver, você tem direito - incluindo aposentadoria e incapacidade (N.T.: no Brasil temos o PIS, PASEP, bolsa-família, etc.).

15. Defina uma meta financeira para alcançá-la até o final do ano


Uma parte importante do sucesso financeiro é reconhecer onde você precisa focar sua energia em termos de certas metas financeiras, como ter uma conta de emergência com alta liquidez, por exemplo.

Se você está sobrecarregado ao tentar trabalhar simultaneamente para alcançar todos os seus objetivos, escolha um que você possa focar e alcançar até o final do ano. Exemplos incluem pagar um cartão de crédito, contribuir para um IRA ou economizar US$ 500.

16. Faça um intervalo de um mês


Infelizmente, você nunca pode tirar uma folga de pagar suas contas, mas você tem controle total sobre como você gasta sua renda discricionária. E essa pode ser a única maneira de fazer algum progresso em direção a alguns dos seus objetivos de economia.

Tente reduzir algumas das suas despesas referentes ao seu estilo de vida por apenas um mês para amortecer sua conta corrente ou de poupança. Você poderia começar trazendo seu próprio almoço para o trabalho todos os dias ou planejando fazer suas refeições para a semana para manter sua conta de supermercado mais baixa e deixar de comer fora.

by Wise Bread


Receba por e-mail as atualizações dos Blogs de Finanças Estrangeiros clicando nesse link


...e, se gostou do texto, compartilhe-o usando o símbolo abaixo

Comentários